sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

MISSA DE POSSE DE FREI VALADARES NA PARÓQUIA SANTA LUZIA EM BURITICUPU



FREI FRANCISCO VALADARES TOMA POSSE COMO NOVO PÁROCO.

A Paróquia de Santa Luzia na cidade de Buritucupu-MA, no dia 23 de janeiro, acolheu com grande alegria e festa seu novo pároco, Padre Frei Francisco Valadares. 
A posse do novo padre aconteceu na missa às 19h, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Evaldo de Carvalho e com a presença de outros padres de cidades vizinhas, comunidades em geral e de amigos das paróquias por onde ele passou. Foi uma noite de muita fé, paz, amor, união e renovação, onde o novo pároco foi bem acolhido pelos fiéis na paróquia onde passará os próximos anos exercendo o sacerdócio que lhe foi confiado por Deus.
Que a verdade está presente nas palavras do Senhor. Deus é o caminho! Ele é a estrada, o chão, a terra que nossos pés devem pisar. Acontece que, por vezes, precisamos ser guiados, necessitamos de apoio para prosseguir nosso trilho. Na verdade, existem momentos em que fazemos desvio no trilho e é aí que sua presença vai ser determinante. Temos certeza que você será um pároco absolutamente inesquecível para nossa igreja e para cabeça e pensamento de todos os membros da nossa paróquia. Nossa casa é sua casa! Bem vindo Frei Francisco Valadares.

































Fonte: devotodesantaluzia.blogspot.com.br
Leia Mais ››

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

NOVO PÁROCO DA PAROQUIA SANTA LUZIA DA TERRA BELA TOMA POSSE HOJE

O padre Francisco Valadares natural de São Benedito do Rio Preto - MA  tomará posse hoje às 19h00 na Igreja Matriz Santa Luzia de Buriticupu com a presença do Bispo diocesano D. Evaldo que presidirá a celebração  eucarística que contará com a presença de  muitos padres  da diocese, alguns diáconos, religiosas  e  da comunidade católica da paróquia que se alegra com a chegada do novo pároco.
Agradecemos ao administrador  Pe. Antonio  Rodrigues  e a sua equipe  e ao vigário  paróquial padre  José Maria  pela missão    e ao  diácono Anderson e Pe. Gilberto  que acompanharam  a Paróquia  neste último   ano. 
Desejamos ao novo pároco  um Bom inicio  da sua nova missão  na Paroquia Santa Luzia  de Buriticupu.
Seja Bem vindo padre Valadares
Leia Mais ››

PAROQUIA SANTO ANTONIO DE SANTA INÉS RECEBE SEU NOVO PÁROCO

Ontem dia  22 de janeiro, o   padre Jerônimo Medeiros  tomou passe como Pároco da paroquia Santo Antonio de Santa Inês,  substituindo o Padre Nelcino Leocádio Silva Rodrigues.  A celebração da Santa Missa foi presidida pelo Bispo diocesano D. Evaldo e contou  com a presença de  vários diáconos e  uma grande multidão que   se despedia do antigo pároco e acolhia  o padre Jerônimo com novo pároco.
Desejamos ao novo pároco um bom início de Pastoreio em sua nova missão confiada pela igreja
Alumas fotos da celebração

Fotos : Gabriel da  Pascom 


Leia Mais ››

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

RELATÓRIO OXFAM: 42% DAS MULHERES NO MUNDO TRABALHAM SEM REMUNERAÇÃO

Mulher Africana
Em concomitância com o Fórum Econômico de Davos, na Suíça, que inicia nesta terça-feira (21), a Organização humanitária Oxfam lança “Time to care – Tempo de cuidar”, o novo relatório sobre as desigualdades sociais e econômicas no mundo.
Cidade do Vaticano
A desigualdade econômica está fora de controle. Em 2019, os bilionários do mundo, que somam apenas 2.153 indivíduos, detinham mais riqueza do que 4,6 bilhões de pessoas. É o que mostra o relatório “Tempo de cuidar”: o trabalho de cuidar de pessoas não remunerado e mal pago e a crise global da desigualdade.
Ouça e compartilhe!
Riqueza concentrada
A fortuna de 1% dos mais ricos "corresponde a mais do que o dobro da riqueza acumulada" por 6,9 bilhões de pessoas, ou seja, 92% da população mundial, uma concentração que "excede a dívida total dos países", diz o relatório.
Esse grande abismo baseia-se em um sistema econômico sexista e falho, que valoriza mais a riqueza de um grupo de poucos privilegiados, na sua maioria homens, do que bilhões de horas dedicadas ao trabalho mais essencial – o do cuidado não remunerado e mal pago, prestado principalmente por mulheres e meninas em todo o mundo.
Trabalho não remunerado
"As mulheres estão na linha de frente das desigualdades por causa de um sistema econômico que as discrimina e as concentra em trabalhos mais precários e menos remunerados, começando pelo setor de atendimento", diz Pauline Leclère, da porta-voz da Oxfam France, citada em comunicado.
Segundo os cálculos da Oxfam, 42% das mulheres no mundo não podem ter um trabalho remunerado devido a carga muito grande de trabalho de cuidados no âmbito privado ou familiar, frente a somente 6% dos homens. Embora cuidar de outras pessoas, cozinhar ou limpar sejam tarefas essenciais "a pesada e desigual responsabilidade pelo trabalho de cuidar das pessoas que recai sobre as mulheres perpetua tanto as desigualdades econômicas quanto as de gênero", afirmou a ONG. A Oxfam calcula o valor monetário do trabalho de assistência não remunerado para mulheres acima de 15 anos em 10,8 bilhões de dólares por ano, ou seja, "três vezes mais que o valor do setor digital em todo o mundo", enfatiza a ONG.
Segundo a ONG, os 22 homens mais ricos do mundo têm uma riqueza superior à de todas as mulheres da África.
Fórum de Davos
"Mulheres e jovens são as que menos tiram vantagem do atual sistema econômico", diz Amitabh Behar, diretor da Oxfam na Índia e que representa a ONG na edição deste ano do Fórum de Davos, que começa nesta terça-feira (21). O relatório anual da Oxfam sobre as desigualdades globais geralmente é publicado antes da abertura deste Fórum. Segundo a Bloomberg, pelo menos 119 bilionários, cuja fortuna total chega a 500 bilhões de dólares devem ir a Davos este ano.
"No topo da pirâmide, bilhões de dólares estão nas mãos de um pequeno grupo de pessoas, principalmente homens", diz Oxfam. Outro dado: em 2019, os 2.153 bilionários no mundo tinham mais dinheiro que 60% da população do planeta. "A diferença entre ricos e pobres não pode ser resolvida sem políticas deliberadas de combate às desigualdades. Os governos devem garantir que as empresas e os ricos paguem sua parte justa dos impostos", disse Amitabh Behar.
(fonte: oxfam.org)
 
Leia Mais ››

RECURSOS DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019 APOIAM PROJETO DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL


Os projetos apoiados Brasil afora com os recursos da Campanha da Fraternidade (CF), que compõem o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), levam transformação e conscientização dentro de uma realidade específica. No último ano, o Projeto Meninos do Patronato São José, executado pela Sociedade Ubaense de Artes e Ofícios (Suao), em Ubá (MG), recebeu o apoio do FNS para uma iniciativa voltada para a alimentação saudável, acompanhada da prática de atividade física e esportiva.

No contexto da CF 2019, que abordou o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27), o projeto esteve voltado à população de baixa renda ou situação de risco e exclusão social e categorizado no eixo 2 do FNS – mobilização para conquista e efetivação de direitos. De acordo com os responsáveis, beneficiou 80 crianças e adolescentes, oferecendo cinco refeições diárias, além de palestras, exibição de filme e confecção e exposição de cartazes.
Os “Meninos do Patronato São José” participaram da palestra “Não basta comer, é preciso alimentar-se de forma saudável” e da roda de conversas “Incentivo ao consumo dos alimentos saudáveis de forma lúdica, atraente e educativa”. Ainda assistiram ao filme “Além do peso” e confeccionaram cartazes.


A coordenadora do projeto, irmã Maria Cecília Caliman, conta que, através da equipe multidisciplinar e educadores, “foi observado que os assistidos reduziram o consumo de alimentos processados como biscoito, doce, etc. Isso foi possível graças à orientação da nutricionista”.

“Com a implementação das refeições saudáveis houve uma grande melhora na disposição dos assistidos, principalmente nas atividades físicas, contribuindo para melhor concentração durante as atividades educacionais com reforço escolar, iniciação musical e outros”, relata a religiosa da Ordem das Carmelitas Descalças Servas dos Pobres do Brasil.

Os recursos do FNS tornaram possível a aquisição de alimentos que puderam reforçar os lanches e refeições oferecidas às crianças e adolescentes. O apoio, segundo a religiosa, contribuiu muito com a frequência dos assistidos nas atividades propostas pelo Patronato.

A entidade

A Sociedade Ubaense de Artes e Ofícios – SUAO/Patronato São José é uma entidade filantrópica que se constituiu a partir de 1966, sob a direção das Religiosas da Ordem das Carmelitas Descalças Servas dos Pobres do Brasil. Iniciou o trabalho com 20 crianças em regime de internato.

Com o passar dos anos, a entidade adequou aos novos paradigmas da Política Nacional de Atendimento à Criança e ao Adolescente, na categoria do Serviço de Proteção Básica, para crianças e adolescentes de 7 a 15 anos e para jovens de 15 a 17 anos, oriundos de famílias que vivenciam situações de vulnerabilidade social.
Atualmente, atende a 80 crianças e adolescentes, no período de 7 às 17 horas. Desenvolve atividades socioeducativas, culturais e recreativas, em diversas oficinas, como informática, banda filarmônica, fanfarra, atividades de esporte e lazer e apoio pedagógico e psicossocial.



Fonte: CNBB 
Leia Mais ››

SEMANA PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS: TESTEMUNHAR UNIDOS O AMOR POR CRISTO

Ecumenismo que todos sejam um em Cristo Jesus
“A hospitalidade é uma virtude fundamental em nossa busca da unidade dos cristãos. A nossa unidade cristã será descoberta não somente mostrando-nos hospitalidade uns para com os outros, mas também através de encontros de amor com aqueles que não falam a nossa língua, não têm a nossa cultura ou a nossa fé”, afirma Pe. Anthony Currer, do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, na abertura desta Semana de oração
Cidade do Vaticano
“Somos chamados a rezar, a fim de que todos os cristãos voltem a ser uma única família, para testemunhar unidos o amor por Cristo”: foi o que Pe. Anthony Currer, do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, declarou à agência missionária Fides por ocasião da abertura da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18-25), iniciativa de oração ecumênica internacional, celebrada no mundo inteiro, promovida conjuntamente pelo Conselho ecumênico de Igrejas – por parte de protestantes e ortodoxos, e pelo referido Dicastério vaticano – por parte dos católicos. Esta Semana de oração é celebrada no Brasil entre as solenidades da Ascensão e Pentecostes.
Ouça e compartilhe!
O Oitavário de oração foi instituído pela primeira vez em 1908 como um momento em que as confissões cristãs rezam juntas pelo alcance da plena unidade da Igreja. A cada ano se realiza no hemisfério Norte entre 18 e 25 de janeiro, enquanto no hemisfério Sul em outras datas, como, efetivamente, entre a Ascensão e Pentecostes.
Semana pela Unidade dos Cristãos 2020: o drama dos migrantes
“Tratam-nos com gentileza”, At 28,2
Os textos propostos aos cristãos do mundo inteiro para 2020 são fruto de um projeto realizado pelas Igrejas de Malta e Gozo, focalizado na tragédia dos migrantes e no tema do acolhimento: “O subsídio de oração sugerido para este ano intitula-se ‘Tratam-nos com gentileza’, extraído do episódio narrado no capítulo final dos Livro dos Atos dos Apóstolos (At 28,2) em que São Paulo e os homens que estão junto com ele na embarcação após uma terrível tempestade, conseguem salvar-se e são generosamente socorridos pelos habitantes da ilha de Malta” (situada no mar Mediterrâneo, ndr), explica Pe. Currer.
Episódio narrado repropõe o drama da humanidade
“Este episódio repropõe o drama da humanidade: os passageiros da embarcação estão à mercê do mar violento e da poderosa tempestade impetuosa em torno deles. São forças que os levam a atracadouros desconhecidos, e se sentem perdidos. A Divina Providência os une, porém, na esperança da salvação.  A embarcação e toda sua preciosa carga se perderão, mas todos conseguirão salvar a própria vida”, esclarece o reverendo.
Abrir mão daquilo a que somos profundamente apegados
Pessoas diferentes e em desacordo entre elas, na mesma barca, chegam à mesma destinação, onde a hospitalidade dos insulanos revela a unidade do gênero humano: “Em nossa busca de unidade abandonar-se à Divina Providência implica a necessidade de abrir mão de muitas coisas às quais somos profundamente apegados. Aquilo que Deus tem a peito é a salvação de todos”, ressalta Pe. Currer.
“Como cristãos e seres humanos – afirma Pe. Anthony – esta história nos desafia: respondemos com as frias forças da indiferença, ou mostramos uma ‘gentileza rara’ e nos tornamos testemunhas da amorosa providência de Deus para com todos os homens?”
No caminho ecumênico, a virtude da hospitalidade
“A hospitalidade é uma virtude fundamental em nossa busca da unidade dos cristãos. A nossa unidade cristã será descoberta não somente mostrando-nos hospitalidade uns para com os outros, mas também através de encontros de amor com aqueles que não falam a nossa língua, não têm a nossa cultura ou a nossa fé”, acrescenta.
A principal celebração ecumênica se realizará na Pro-Catedral anglicana de São Paulo, em Valletta, capital maltesa, na noite de sexta-feira, 24 de janeiro. Por fim, os vários parceiros ecumênicos e as pessoas comprometidas no diálogo ecumênico em Malta se encontrarão no sábado, 25 de janeiro, dia da conclusão da Semana, para um momento de oração e partilha.
(Com informações Fides)
v
Leia Mais ››

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

CONVOCAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA PAROQUIAL PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA E SÃO FRANCISCO DE ASSIS


CARTA DE CONVOCAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA PAROQUIAL
Buriticupu 20 de janeiro de 2020 na festa de São Sebastião
Queridos paroquianos e paroquianas!
Concluímos o ano de 2019 e com a graça de Deus esperamos o ano de 2020 ainda melhor. Agradeço ao bom Deus por este tempo de partilha da fé e da vida com todos vocês. Muito obrigado pela disponibilidade que cada um doou pelo reino de Deus.
 É vida que segue é missão que continua.  Por isso convido cada coordenador(a) das nossas 36 comunidades e as 15 dos movimentos pastorais e as 5 das prioridades, 01 religiosa para que junto com o vigário paroquial nos dias 15 de fevereiro próximo as 08h00 da manhã até o almoço do dia 16 realizarmos a Assembleia paroquial para avaliarmos a nossa caminhada 2019 e planejarmos o ano 2020. O eixo desta assembleia é “Em comunhão administrando os dons e os bens que o senhor nos confiou para o bem de todos” (Mt 25,14-46).
Como é costume cada representante que participará da assembleia escute e avalie com seu grupo, comunidade, pastoral, movimento a caminhada presente e traga sugestões para enfrentarmos os desafios presentes com entusiasmo, criatividade e em comunhão.
Na assembleia vamos avaliar as nossas atividades, apresentar os 4 pilares da igreja no Brasil, nossa organização paroquial e o calendário de atividades ano 2020.
A taxa simbólica de R$ 30,00 nos ajudará nas despesas, mas não será o suficiente.  Pois, cada participante receberá uma lembrança que o acompanhará ao longo do ano de 2020.
Gratos pela sua atenção e certos da sua colaboração e participação nos despedimos invocando as bênçãos de Deus sobre sua vida, ministério e missão em nossa paróquia.

Pe. Antônio Rodrigues
Pároco
Pe. Gilberto
Vigário Paroquial
Francisco
Secretário do Conselho Paroquial de pastoral

Leia Mais ››