sábado, 23 de junho de 2018

A SERVIÇO DE QUEM ESTÁ A JUSTIÇA BRASILEIRA?


Essa pergunta nem deveria existir. Mas lendo as últimas decisões da justiça brasileira nos seus mais elevados tribunais, surgem indícios da  grande e temida parcialidade. E esta parcialidade ainda favorecendo quem já é  mais forte. A última é sobre os planos de saúde. RIO - Menos de dez dias depois de a Justiça restringir os reajustes dos planos de saúde individuais em 5,72%, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) conseguiu derrubar a liminar e anunciou um aumento de praticamente o dobro (10%) para esses contratos, como antecipou o colunista do GLOBO Ancelmo Gois. O percentual de reajuste, muito acima do índice oficial de inflação, o IPCA — que acumula alta de 2,76% nos 12 meses encerrados até abril — será aplicado sobre contratos de 8 milhões de beneficiários, o que representa 17% do total de 47,3 milhões de pessoas que contam com planos de saúde no país. O aumento é retroativo a maio.





Sobre as questões partidárias, torna-se inútil tecer comentários, é muito mais visível o empenho da justiça na seleção dos julgamentos. A pergunta que fica: Isso algum dia vai mudar ou sempre foi assim e os cidadãos mais simples não percebiam ou não tinham coragem de expressar sua reprovação.  
Fonte: oglobo.com e Pascom Santa Rita de Cássia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário