domingo, 17 de junho de 2018

CESE CELEBRA 45 ANOS E REELEGE NOVA DIREÇÃO PARA O TRIÊNIO

Aconteceu no início de junho, com início dia 7, a 45ª Assembleia Geral da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), que celebrou o aniversário de 45 anos da Coordenadoria Ecumênica de Serviço.  Na ocasião a equipe da CESE, representantes das Igrejas que a compõem e organismos ecumênicos visitaram iniciativas que já tiveram projetos apoiados em Salvador (Bahia).
Padre Marcus Barbosa, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso participou da atividade representando a comissão.  Nesta Assembléia ordinária eletiva, o assessor da CNBB foi reconduzido, na eleição da nova Diretoria Institucional, para mais um triênio na presidência da CESE.
“Ao celebrar os seus 45 anos de vida e missão, a CESE, braço diaconal do movimento ecumênico no Brasil, reafirma os direitos humanos em vários projetos sociais bem concretos. A CESE tem conseguido, sob a ação do Espírito de Deus, vivenciar sua missão de estar nas periferias onde no meio dos mais pobres e vulneráveis se geram as verdadeiras mudanças na superação da violência, em favor da vida”, disse.
Para o triênio 2018-2021, a presidência da organização continuará dirigida por Marcus Barbosa Guimarães, da Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR). Helivete Ribeiro Pinto Bezerra, da Aliança de Batistas do Brasil-ABB, ocupará o cargo da vice-presidência. José Augusto Amorim da Cunha Júnior (Igreja Presbiteriana Unida-IPU) será o Primeiro Secretário, e Eleni Rodrigues Mender Rangel (Igreja Presbiteriana Independente do Brasil) retorna à direção da CESE, desta vez como Segunda Secretária.
Prosseguem na direção da CESE, Renato Küntzer (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB), como Primeiro Tesoureiro, e João Cancio Peixoto Filho (Igreja Episcopal Anglicana do Brasil – IEAB) como Segundo Tesoureiro.
Novas representantes de Igrejas Cristãs estabelecem posições na Coordenadoria Ecumênica de Serviço. Célia Gil Pereira (IECLB) e Josileide José dos Santos (ABB) atuarão no Conselho Fiscal, juntamente com Júlia Taís Campos Ribeiro de Oliveira (ICAR), reeleita para o órgão. Wertson Brasil de Souza (IPU) será o suplente do Conselho Fiscal.
Fonte: cnbb.net.br

 

Um comentário:

  1. Quando a espiritualidade e a fé são sinceras o amor aos mais fracos como fez Jesus acontece naturalmente. Do contrário, a hipocrisia religiosa nse esconde nas proibições e regrinhas que criam grupos fechados e frustados com a alegria dos outros.

    ResponderExcluir