terça-feira, 23 de outubro de 2018

IGREJA É ERGUIDA NO LOCAL DA MISSA DE JOÃO PAULO II EM SÃO LUÍS


Construção no aterro do Bacanga é para eternizar a memória do
Papa quando ele veio ao Maranhão, em 1991.

Por Sidney Pereira, G1 MA — São Luís
Uma capela está sendo erguida no aterro do Bacanga, em São Luís, exatamente no local onde o Papa João Paulo II celebrou uma missa em outubro de 1991. Durante anos, o monumento no local ficou abandonado até que um grupo de devotos decidiu homenagear João de Deus.
A ideia é eternizar as lembranças da presença do Papa no Maranhão com uma igreja para a Mãe Rainha, a santa da devoção de João Paulo II.
“Estamos revitalizando e colocando ali o santuário de João Paulo II e o santuário da Mãe Rainha, que é um memorial dele que vai ficar eternamente, e um local de visitação e de oração”, afirmou o Terço dos Homens, Alfredo Viana.
Adelino Lima ganhou o carinho do Papa João Paulo II
na visita a São Luís, em 1991 — Foto: Reprodução/TV Mirante
João Paulo II esteve no Maranhão em outubro de 1991. Com sono, entrou no papamóvel e se dirigiu para o santuário Santo Antônio ao lado do então Arcebispo de São Luís, Dom Paulo Ponte.
Uma multidão seguiu o Papa pelas ruas de São Luís. Ele retribuiu com sorrisos, acenos e abraços. Um menino, Adelino Lima, ganhou um abraço, um beijo e uma medalha de Nossa Senhora das mãos do papa.
Estrutura montada no Aterro do Bacanga para missa
de João Paulo II em São Luís — Foto: Reprodução/TV Mirante
João Paulo II celebrou uma missa para seminaristas na Igreja de Santo Antônio e uma missa campal no aterro do Bacanga. O papa falou em defesa da reforma agrária no país.
“Eu sei que ele abordou temáticas referentes ao problema da terra, que naquele tempo era uma questão muito presente. Então eu acho que ainda podemos ler o sermão que ele fez naquele dia com muito proveito”, contou o atual Arcebispo de São Luís, Dom José Belisário.
O Papa João Paulo II morreu em 2005, aos 85 anos e após quase 27 anos de pontificado. O Vaticano o declarou santo em 2014.
Fonte: G1ma.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário