quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

EM UM PAÍS DE INJUSTIÇAS, SE A IGREJA NÃO É PERSEGUIDA É PORQUE É CONIVENTE

A Amazônia é estratégica para a vida no planeta. Mas, o que tira o sono do atual governo não é a proteção da Amazônia, é a reunião dos bispos!
"A Igreja tem de ficar do lado de quem? Ao lado de quem promove a morte ou de quem busca a vida?" (Fotos Públicas/ Mayke Toscano/Gcom-MT)

Por Élio Gasda*

“A casa comum está sendo saqueada e devastada impunemente. A covardia em defendê-la é pecado grave... Peço-vos, em nome de Deus, que defendais a Mãe Terra” (Papa Francisco, Bolívia, 2015).

Há 14 anos, no dia 12 de fevereiro de 2005, em Anapu (PA), Dorothy Stang, religiosa de 73 anos, foi assassinada por defender a Mãe Terra. Foram seis tiros à queima-roupa. O crime encomendado por fazendeiros paraenses ocorreu na estrada de acesso ao Projeto de Desenvolvimento Sustentável Esperança. Esse assentamento de pequenos agricultores destina apenas 20% da terra para a produção agrícola, o restante é de preservação da floresta. Stang dedicava-se à organização dos trabalhadores rurais, a geração de trabalho e a criação de projetos de reflorestamento. Denunciava a exploração ilegal de madeira, a grilagem de terra e a violência contra os camponeses.

Os assassinos de Dorothy agora miram, seu sucessor, padre Amaro, outro defensor da Mãe Terra e da justiça social. O padre enfrenta um processo de criminalização orquestrada pelo presidente do Sindicato Rural de Anapu e ex-vice prefeito de Altamira, Silvério Fernandes. Na última eleição Fernandes foi o principal cabo eleitoral na região, do presidente eleito.

Conflitos e assassinatos na região da Amazônia são antigos. Há 31 anos, o defensor da Mãe Terra, Chico Mendes foi abatido a tiros em sua casa a mando de fazendeiros de Xapuri (Acre). O seringueiro organizou indígenas, pescadores e populações ribeirinhas para a criação de reservas extrativista. A Reserva Extrativista Chico Mendes, segunda maior do país, com 1 milhão de hectares, está sendo desmatada para dar lugar a pastagens.

Mas, “que diferença faz quem é Chico Mendes?”, perguntou Ricardo Salles, ministro do meio ambiente em entrevista ao Programa “Roda Viva” (11/02). O ministro, condenado em ação civil pública ambiental e de improbidade administrativa, confessou que não conhece a Amazônia e ignora a história do ambientalista reconhecido mundialmente. Estupidez e desrespeito, todos os diretores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foram exonerados pelo governo.

O Brasil, juntamente com Colômbia, Peru, Equador, Venezuela, Bolívia, Guiana Francesa, Guiana Inglesa, Suriname integra a chamada Pan-Amazônia. A floresta com cerca de 5.500 km², é uma das mais ricas em biodiversidade do planeta. A Amazônia exige um Sínodo! Um sínodo é uma assembleia de bispos de todo o mundo que se reúne para tratar de assuntos concernentes à Igreja Católica. “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral” foi o tema escolhido pelo Papa. O objetivo principal do sínodo, que conta com 250 bispos, é identificar novos caminhos para a evangelização do Povo de Deus daquela região, especialmente os indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno. O avanço violento do agronegócio, das mineradoras, das hidrelétricas, da indústria extrativista, o desrespeito aos direitos dos povos originários, o descaso às leis sobre o meio ambiente são questões que inquietam a Igreja.

A Amazônia é estratégica para a vida no planeta. Mas, o que tira o sono do atual governo não é a proteção da Amazônia, é a reunião dos bispos! “Estamos preocupados e queremos neutralizar isso aí (Sínodo)”, disse o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI),Augusto Heleno. A Abin está empenhada em acompanhar reuniões preparatórias nas comunidades e dioceses. O executivo mobilizará diplomatas para convencer o governo italiano a interceder junto ao Vaticano!

O que temem? Que falem os bispos: “Nós conhecemos a Amazônia muito melhor do que qualquer integrante do governo federal. É um Sínodo de bispos!” (Erwin Krautler, bispo emérito do Xingu). Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho e presidente do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), esclarece que o Sínodo focará uma “realidade de direitos negados a índios, ribeirinhos, quilombolas e extrativistas. A Igreja tem de ficar do lado de quem? Ao lado de quem promove a morte ou de quem busca a vida? A missão da Igreja é viver o Evangelho. Não temos de nos encolher porque há uma preocupação do governo”. Evaristo Spengler, bispo de Marajó, afirma que “a terra é de Deus, é um dom sagrado; e os povos tradicionais da Amazônia assim a encaram e interpretam, preservando a natureza e a vida. Mas a vida está sendo atacada em função da economia, e o Sínodo para a Amazônia vai mostrar de que lado a Igreja está: da vida, dos mais fracos, dos povos indígenas, dos mais pobres, dos povos indígenas, ribeirinhos, quilombolas…”.

Uma Igreja espionada e perseguida por tentar viver o cristianismo. A igreja de Anapu tem no altar a pintura de um trabalhador rural crucificado sobre uma árvore cortada. Ao seu lado, estão Dorothy e Josimo (assassinado em 1986). O Evangelho os acompanhou até o último instante. Últimas palavras dela antes de ser executada: "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus". Mulheres e homens assim ensinam o que é ser cristão.

Que o Sínodo para a Amazônia mostre de que lado a Igreja está. “A covardia em defender a Casa Comum é pecado grave” (Papa Francisco). Que diferença faz quem é Dorothy Stang? Que diferença faz quem é Chico Mendes? Fazem toda a diferença: vidas dedicadas a “ouvir o grito da terra e o grito dos pobres” (Laudato si, n. 49).

Nota:

A frase "Em um país de injustiças, se a Igreja não é perseguida, é porque é conivente " é de SantoOscar Romero.

*Élio Gasda é doutor em Teologia, professor e pesquisador na FAJE. Autor de: Trabalho e capitalismo global: atualidade da Doutrina social da Igreja (Paulinas, 2001); Cristianismo e economia (Paulinas, 2016). 

Fonte: Domtotal

Nenhum comentário:

Postar um comentário