terça-feira, 9 de julho de 2019

SACERDOTE ASSASSINADO EM UGANDA

Com mais este assassinato, a África constitui-se como o continente mais violento para a vida consagrada.
Cidade do Vaticano
“Era um verdadeiro servo de Deus e mesmo no dia fatal, a morte o encontrou em seu lugar de missão". Foi o que comentou o Irmão Charles Dominic Kagoye, porta-voz dos Irmãos de São Carlos Lwanga, ao recordar padre Norbert Emmanuel Mugarura, assassinado em 3 de julho.
O religioso foi morto por um estudante universitário, Robert Asiimwe, que foi preso após ser denunciado por um motorista de um veículo que ele havia alugado para "retirar lixo" de sua casa.
A polícia acabou descobrindo que o suposto lixo era na verdade um cadáver envolvido em uma lona. O corpo do religioso apresentava sinais de estrangulamento. O estudante teria assassinado o sacerdote para roubar seu carro.
Padre Norbert Emmanuel Mugarura foi Superior Geral dos Irmãos de São Carlos Lwanga, Ordem religiosa nascida em Uganda em 1927, por apenas 158 dias, tendo sido eleito em 27 de janeiro deste ano.
O sacerdote nasceu em 28 de dezembro de 1972 no povoado de Buyanja, Paróquia de Nyakibaare, Diocese de Kabale.
Em 1992 tornou-se um postulante dos Irmãos de São Carlos Lwanga e emitiu seus votos em 6 de janeiro de 1995.
Fonte: Agência Fides.

“Era um verdadeiro servo de Deus e mesmo no dia fatal, a morte o encontrou em seu lugar de missão", comentou o porta-voz dos Irmãos de São Carlos Lwang

Nenhum comentário:

Postar um comentário