quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

REFORMAS EM INSTALAÇÕES DE PROJETO DIOCESANO BENEFICIAM MAIS DE 230 CRIANÇAS EM JURITI (PA)

Crianças, adolescentes e jovens de oito a 18 anos da cidade de Juruti (PA) contarão, a partir deste ano, com instalações aprimoradas para o desenvolvimento de atividades que visam o resgate da dignidade humana e que ofereçam condições para a melhoria da qualidade de vida. O Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), composto pelos recursos arrecadados durante a Campanha da Fraternidade (CF), colaborou com novas instalações elétricas, iluminação e estruturação de lavanderia e cozinha no Projeto Cultura pela Paz Juruti (PCPJ) promovido pela Associação Beneficente Emaús no Centro de Convivência Madre Clélia.
São atendidos cerca de 250 crianças, adolescentes e jovens e suas famílias pelo projeto social da diocese de Óbidos, que está classificado no eixo de superação de vulnerabilidade econômica e geração de renda por meio de projetos produtivos.
O processo de formação oferecido pelo projeto possibilita que os beneficiários sejam valorizados e despertados a construir um conjunto de valores, atitudes, comportamentos e estilo de vida, próprio de sua cultura Amazônica. “Todos estes dons e talentos são estimulados por meio das diversas modalidades ofertadas nas oficinas de dança, capoeira, música, artesanato, esporte, lazer e orientação social”, informa a instituição.
Com os recursos do FNS, a Associação fez as instalações elétricas do palco da quadra poliesportiva para realização de apresentações culturais; também instalou iluminação na área externa para exposição dos artesanatos nos eventos culturais; e ainda estruturou a lavanderia, para execução das atividades de limpeza no Centro de Convivência, e a cozinha, com bancadas permanentes de alvenaria para armazenamentos dos alimentos e guarda de utensílios e materiais. Ainda foi possível comprar instrumentos musicais para as oficinas de música.

Centro de Convivência Madre Célia
Quadra poliesportiva em construção 
Antes e depois da cozinha no Projeto Cultura pela Paz Juruti
“As parcerias com o FNS, através de Projetos Sociais, têm contribuído muito para o crescimento e desenvolvimento das atividades que são desenvolvidas (oficina de dança, capoeira, música, esporte e lazer e orientação social), pois o que conseguimos adquirir com o recurso repassado é disponibilizado para ofertar serviços de qualidade ao público atendido, que são crianças de 8 a 18 anos de idade e suas famílias”, conta uma das coordenadoras do centro de convivência, Elizângela Rosa Martins.
Políticas Públicas
Orientação Social com religiosas no Projeto Cultura pela Paz Juruti
A associação também se compromete na formação humana das crianças, adolescentes e jovens. Durante a execução do projeto apresentado ao Conselho Gestor do FNS, foi realizada a Semana de Orientação Social para o público beneficiário, com temas transversais, principalmente sobre Fraternidade e políticas públicas, estimulando a participação dos atendidos e seus familiares na busca do bem comum e de uma vida digna.
Uma das metas do projeto é que os atendidos se envolvam em ações que visem o resgate da dignidade humana, contribuindo com o Estado na garantia da segurança, da ordem, do bem estar, tudo isso fundamentado na justiça e no direito, melhorando a qualidade de vida, fortalecendo a vivencia em sociedade, principalmente àqueles que dela são excluídos e que não dispõe de quaisquer garantias de efetivação de políticas públicas que favoreçam crescimento pessoal, comunitário e social.

Fonte: CNBB 

Nenhum comentário:

Postar um comentário