sexta-feira, 22 de maio de 2020

BISPO SUÍÇO NOMEIA PRIMEIRA MULHER VIGÁRIA EPISCOPAL DA HISTÓRIA


Marianne tem quase 20 anos de experiência na coor
denação de equipes pastorais (Reprodução/ Novena News)

Cargo de vigário episcopal é ocupado exclusivamente por padres, segundo o Direito Canônico
A diocese de Lausana, Genebra e Friburgo, na Suíça, será a primeira na história da Igreja Católica a ter uma mulher como vigária episcopal, um cargo habitualmente ocupado por padres. A leiga Marianne Pohl-Henzen foi nomeada pelo bispo Charles Morerod e assumirá funções em 1º agosto.
Marianne Pohl-Henzen irá substituir um dos atuais vigários, o padre Pascal Marquard, do qual foi adjunta nos últimos oito anos. Ela será nomeada delegada episcopal da parte de língua alemã da diocese, mas não receberá oficialmente o título de “vigário episcopal”, já que segundo o direito canônico ele está reservado aos padres.
Mesmo sem a titulação canônica, suas função será a mesma de um vigário-episcopal, o que supõe pertencer ao conselho episcopal da diocese (o órgão de assessoria do bispo nas suas funções de gestão) e ocupar o segundo cargo mais importante na diocese, a seguir ao próprio bispo. Licenciada em Filologia (alemã e clássica) e Teologia, Marianne tem quase 20 anos de experiência na coordenação de equipes pastorais, é catequista, mãe de três filhos e avó de quatro netos. 
Na diocese de Lausanne, Genebra e Freiburg, existem cinco vigários episcopais que correspondem aos cinco vicariados diocesanos. Há também um vigário para as vocações.

Fonte: Sete Margens/ Dom Total/ Katholisch

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário