terça-feira, 4 de agosto de 2020

TRADUÇÃO ECUMÊNICA DA BÍBLIA


Bíblia TEB é um evento editorial sem precedentes. Única tradução ecumênica da Bíblia no Brasil.
Vatican News
Biblistas, exegetas e ampla equipe de estudiosos de diversas confissões cristãs e do judaísmo foram reunidos pela primeira vez para produzir uma tradução das Sagradas Escrituras até então inédita.
O resultado dessa experiência é agora apresentado ao público brasileiro por Edições Loyola.
O projeto de tradução para a edição em Língua Portuguesa teve supervisão de Danilo Mondoni, teólogo jesuíta, editor geral e diretor de Edições Loyola.
Esta Bíblia foi originalmente publicada em 1975 na França por Éditions du Cerf, La Bible ̶ Traduction Œcuménique de la Bible (TOB); em 1994, Edições Loyola fez a tradução dessa versão para a Língua Portuguesa, intitulada TEB – Tradução Ecumênica da Bíblia. Tornou-se assim a única tradução ecumênica existente até hoje para o público brasileiro. De imediato, os leitores a receberam com entusiasmo, sobretudo por suas características particulares, algumas detalhadas a seguir.
A edição preza pela estilística, aproximando o leitor da composição do texto em sua originalidade, como é o caso, por exemplo, do livro dos Salmos, em que se evidenciou a poesia desses escritos.
Esta nova edição incorporou os resultados mais recentes dos avanços científicos da exegese, da hermenêutica e da arqueologia bíblicas.
Em concordância com sua índole ecumênica, suas notas e comentários foram produzidos por especialistas das diversas confissões cristãs e do judaísmo, ressaltando o caráter comumente aceito por tais tradições religiosas; quando necessário, é apresentada distintamente cada vertente interpretativa, respeitando as diferentes compreensões do texto.
Essas características tornam a TEB um evento editorial e ecumênico sem precedentes, podendo ser utilizada amplamente por todas as confissões cristãs.
Configurando-se como uma edição de referência, a TEB é também, no campo acadêmico, uma excelente Bíblia de estudo, que apresenta textos inéditos em língua portuguesa e ricas notas com muitas referências de textos paralelos. Tanto para os especialistas como para aqueles que desejam ferramentas seguras de interpretação bíblica é uma edição incomparável no mercado editorial.
Curiosidades sobre a TEB:
· Os livros do Antigo Testamento estão dispostos na ordem tradicional da Bíblia hebraica (TANAK): Pentateuco (Torá), Profetas (Nebiim) e Escritos (Ketubim);
· Além dos livros deuterocanônicos existentes nas edições anteriores da TEB [Ester (grego), Judite, Tobit, 1 e 2 Macabeus, Sabedoria, Sirácida (Eclesiástico), Baruc, epístola de Jeremias], foram acrescentados os livros admitidos pela tradição cristã ortodoxa [3 e 4 Esdras, 3 e 4 Macabeus, Oração de Manassés e Salmo 151];
· Tais livros deuterocanônicos constam em seção específica, entre os dois Testamentos, evidenciando a ideia de inserção posterior;
· Entre tantos ajustes de tradução e adequação linguística, destaca-se o emprego da palavra “judeu” e suas várias acepções(adepto da religião judaica; descendente de Jacó; o povo judeu; autoridades do judaísmo de então). Uma equipe ecumênica procurou identificar cada acepção dessa palavra, procedendo a uma mais adequada tradução do termo conforme o contexto;
· Sua nova diagramação facilita a leitura e a localização de notas e comentários;
· Novos mapas facilitam a identificação dos principais lugares citados no texto bíblico;
· Contém duas fitas para marcar páginas e facilitar o manuseio.
Sobre a edição original:
La Bible – Traduction Œcuménique de la Bible (TOB) é originalmente publicada por Éditions du Cerf, na França, em parceria com Bibli’O – Societé Biblique Française. A presente edição brasileira se refere à 12ª edição francesa, publicada em 2010. São muitos aqueles que participaram desse monumental trabalho promovido pelos editores da TOB. Todos eles são citados nos créditos desta nova edição.
Fonte: Vatican News



Nenhum comentário:

Postar um comentário