segunda-feira, 26 de outubro de 2020

CEAMA REALIZA PRIMEIRA ASSEMBLEIA PLENÁRIA






Realiza-se nestes dias 26 e 27 a Conferência Eclesial da Amazônia – CEAMA, a sua primeira assembleia plenária, coincidindo com o primeiro aniversário do encerramento da Assembleia Sinodal.

Vatican News

No encontro virtual, em que foram convocados todos os bispos da Pan-Amazônia, para estes dias 26 e 27 de outubro, espera-se a participação de cerca de 300 pessoas, representando as diferentes presenças e instituições eclesiais, e os povos e comunidades nativas do território com os quais a Igreja caminha e colabora. A assembleia é um primeiro passo para acolher a diversidade da Igreja na Amazônia dentro desta Conferência Eclesial inédita, para partilhar a sua identidade em processo de construção e para dar a conhecer o seu desejo de servir o território.

Entre os objetivos da CEAMA está encontrar novas formas concretas de dar vida e implementar alguns dos compromissos prioritários e mais urgentes discernidos no Sínodo, bem como iniciar um processo de formulação de um Plano Pastoral Global, que será feito gradualmente, reunindo as moções daqueles que estarão presentes nesta primeira assembleia plenária, representando toda a diversidade eclesial e comunitária da Pan-Amazônia.

A missão da CEAMA

Durante os dois dias da assembleia, será apresentada a identidade e missão da CEAMA, bem como os gritos de dor e os cânticos de esperança para a Amazónia e os seus povos neste tempo de pandemia da COVID-19. No contexto da pandemia, as respostas da Igreja à emergência no território e os sinais de esperança e comunhão, solidariedade e sinodalidade que foram gerados serão dados a conhecer.

Os participantes, divididos em grupos, irão refletir sobre os princípios da CEAMA e os 4 Sonhos do Papa Francisco na exortação Querida Amazônia e depois, em núcleos temáticos, vão contribuir, por meio de reflexões específicas, para que a nova conferência possa definir o seu rumo futuro.

O Rosto amazônico

A CEAMA nasceu para promover a ação pastoral comum das dioceses amazônicas e encorajar a uma maior inculturação da fé nos seus territórios, insistindo no seu caráter misto, uma vez que conta com a presença de bispos, sacerdotes, religiosos, religiosas, 2 leigos e leigas. A sua principal missão será ajudar a delinear o rosto amazônico da Igreja naquela região por meio de um programa pastoral abrangente com prioridades diferenciadas e em articulação profunda e permanente com os outros órgãos da Igreja.

Esta Assembleia será, portanto, essencial para uma escuta sincera que definirá a forma de proceder neste novo corpo eclesial de serviço ao território, mantendo a sua vocação para a proclamação da esperança no Reino.

A CEAMA organizou as 20 áreas temáticas prioritárias para a sua missão com base nos 4 sonhos da Querida Amazônia, que por sua vez refletem as várias conversões do Documento Final da Assembleia Sinodal. Dentro do sonho social, são abordadas as alternativas ao atual modelo de desenvolvimento, o acompanhamento, a defesa e a articulação dos povos originais, a saúde intercultural e o observatório eclesiástico-pastoral e socioambiental.

O sonho cultural

No que diz respeito ao sonho cultural, inclui a inculturação da fé, a Universidade Católica da Amazônia, a Rede Eclesial de Comunicação para a Amazônia e a Rede Bilingue de Educação Intercultural da Amazônia. Dentro do sonho ecológico, a criação do ministério para o cuidado do lar comum, o pecado ecológico, a visão espiritual para o cuidado da Amazônia, e a necessidade de criar consciência sobre o papel da Amazônia para o equilíbrio do clima e a estabilidade planetária são abordados. Finalmente, o sonho eclesial, que é o que inclui um maior número de núcleos temáticos, promoverá o estudo para criar um rito amazônico, uma presença pastoral que supere modelos colonizadores, a promoção de uma cultura eclesial marcadamente laical, a força e o dom da mulher, a vida missionária consagrada, os novos caminhos de formação do clero e para a promoção do diaconato permanente, a comunidade celebrante a partir da centralidade da Eucaristia, a convivência ecumênica e o diálogo inter-religioso.

Os participantes da assembleia têm a possibilidade de colocar outros elementos que consideram prioritários a serem considerados no processo do CEAMA. A CEAMA é chamada a ser um organismo eclesial que energiza a evangelização na Amazônia, articulando, acompanhando e complementando as diferentes redes e instâncias existentes.

A CEAMA é uma expressão da continuidade de todo o processo sinodal, iniciado em janeiro de 2018 e que continua agora nesta fase pós-sinodal (no processo de aprovação canônica), procurando ser um organismo que integre e acompanhe a grande missão da Igreja na sua caminhada para ser um aliado das comunidades que procuram novos caminhos para mais vida, e vida em abundância nesse território.

Vatican News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário