domingo, 24 de janeiro de 2021

ANGOLA. SEMINÁRIO MAIOR DE CRISTO REI ABRE ANO DE 2021 COM QUASE 400 ESTUDANTES

Os desafios actuais da sociedade e da Igreja exigem uma formação multidisciplinar dos futuros sacerdotes, afirmou o Arcebispo do Huambo, em Angola, D. Zeferino Zeca Martins, no acto que marcou a abertura do ano lectivo 2021, no Seminário Maior de Cristo Rei.
Anastácio Sasembele – Luanda, Angola
Fundado a 18 de setembro de 1947, o Seminário Maior Interdiocesano de Cristo Rei, na Arquidiocese do Huambo, vai contar neste presente ano lectivo (2021), com 399 Seminaristas, provenientes das dioceses de Kuito-Bié, Ondjiva-Cunene e Huambo, para as secções de Filosofia e Teologia.
Na Missa de abertura do novo ano lectivo o Arcebispo do Huambo, D. Zeferino Zeca Martins, perspectivou melhor formação dos futuros obreiros da Igreja em relação aos anos anteriores.
Solicitou as instituições públicas, privadas, pessoas singulares e benfeitores a prestarem atenção aos Seminários existentes no País, por serem a garantia da Igreja e da sociedade em geral.
Aos futuros sacerdotes, o prelado apelou no sentido de se dedicarem à formação académica e religiosa, para que sejam colhidos a nível da instituição de ensino homens íntegros, capazes de responderem às novas exigências da evangelização e do País.
Apesar das dificuldades impostas pela Covid-19, todas as condições estão criadas para o arranque do novo ano lectivo, como fez saber o Padre Firmino David, Reitor do Seminário de Cristo Rei, Secção de Teologia. 
Para os futuros sacerdotes, as bases para mais um ano lectivo estão lançadas, Deus é a força e a esperança para a concretização do chamamento, porque “a messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”.

Fonte:

Os desafios actuais da sociedade e da Igreja exigem uma formação multidisciplinar dos futuros sacerdotes, afirmou o Arcebispo do Huambo, em Angola, D. Zeferino Zeca Martins, no acto que marcou a abertura do ano lectivo 2021, no Seminário Maior de Cristo Rei.
Anastácio Sasembele – Luanda, Angola
Fundado a 18 de setembro de 1947, o Seminário Maior Interdiocesano de Cristo Rei, na Arquidiocese do Huambo, vai contar neste presente ano lectivo (2021), com 399 Seminaristas, provenientes das dioceses de Kuito-Bié, Ondjiva-Cunene e Huambo, para as secções de Filosofia e Teologia.
Na Missa de abertura do novo ano lectivo o Arcebispo do Huambo, D. Zeferino Zeca Martins, perspectivou melhor formação dos futuros obreiros da Igreja em relação aos anos anteriores.
Solicitou as instituições públicas, privadas, pessoas singulares e benfeitores a prestarem atenção aos Seminários existentes no País, por serem a garantia da Igreja e da sociedade em geral.
Aos futuros sacerdotes, o prelado apelou no sentido de se dedicarem à formação académica e religiosa, para que sejam colhidos a nível da instituição de ensino homens íntegros, capazes de responderem às novas exigências da evangelização e do País.
Apesar das dificuldades impostas pela Covid-19, todas as condições estão criadas para o arranque do novo ano lectivo, como fez saber o Padre Firmino David, Reitor do Seminário de Cristo Rei, Secção de Teologia. 
Para os futuros sacerdotes, as bases para mais um ano lectivo estão lançadas, Deus é a força e a esperança para a concretização do chamamento, porque “a messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”.

     Fonte: Vatican News


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário