terça-feira, 26 de janeiro de 2021

VACINAR-SE É UM GESTO DE AMOR! NOTA CONJUNTA: CNLB CRB CNISB CNP CND CBJP CEFEP

Vacinar-se é atitude de amor porque pode preservar a vida das pessoas mais próximas, mais vulneráveis, entre nós, pessoas idosas e pessoas com doenças crônicas e permanentes, visto que podemos transmitir o novo coronavírus, mesmo sem ter sintomas da doença.

Nota Conjunta CNLB CRB CNISB CNP CND CBJP CEFEP
Neste sentido, São João Evangelista nos alerta: “quem não ama o seu irmão, a quem vê, não poderá amar a Deus, a quem não vê”, em sua primeira Carta no capítulo 4º, na segunda parte do versículo 20. (1Jo 4,20b).

Ciência e fé geram qualidade de vida, conhecimento da natureza e sentido espiritual à existência. Pela fé descobrimos a origem e a finalidade do universo e da vida e pela ciência, como funcionam um e outro. Tudo isso importa pouco se não nos conduz ao essencial: uma civilização na qual o amor seja também uma exigência política e nos leve a superar a cultura do individualismo e da indiferença diante do sofrimento, a dor e a morte.

Nesta trilha, as nossas sociedades se imunizam para garantir a continuidade da vida e sua qualidade, como recorrência da inteligência que o Deus-criador nos concedeu. Assim, contribuímos com a obra criadora e salvadora de Deus.

Convocamos a todas as pessoas cristãs e àquelas de boa vontade a nos mobilizarmos para conversar mais com pessoas, familiares, grupos e comunidades sobre a importância da vacinação para superar essa pandemia que já ceifou no Brasil mais de 200 mil vidas. A obrigatoriedade da vacina, embora se dê na esfera política, deve ter fundamentos científicos.

Prossigamos utilizando os meios possíveis, mantendo o distanciamento físico, usando máscaras, lavando as mãos com água e sabão ou utilizando álcool 70%. A ciência vem demonstrando que a vacinação obrigatória é capaz de realizar um efetivo bloqueio de doenças várias, portanto colocar a obrigatoriedade da vacina contra o corona vírus é caminho natural porque o interesse pela saúde coletiva está acima de um debate negativamente politizado sobre as liberdades individuais.

Papa Francisco, organizando a vacinação na Cidade do Vaticano nos chama à responsabilidade: “Eu acredito que eticamente todo mundo deveria tomar a vacina. É uma opção ética porque você aposta na saúde, na sua vida, mas também na vida dos outros”.

Assim, vamos enfrentar de forma inteligente, criativa e eficaz aqueles que utilizando de seus títulos de autoridades públicas ou religiosas incentivam o “negacionismo suicida”, nas palavras do Papa Francisco. “Negacionismo” é a atitude de quem não acolhe os saberes que as ciências nos proporcionam e se fecha em atitudes radicais, oferecendo riscos à própria saúde e a de outras pessoas que o seguem.

Vacina sim e já, integre esse “mutirão pela Vida”!

Brasília DF, 18 de janeiro de 2021.

Conselho Nacional do Laicato do Brasil • Conferência dos Religiosos do Brasil Conferência Nacional dos Institutos Seculares do Brasil • Comissão Nacional dos Presbíteros Comissão Nacional dos Diáconos • Comissão Brasileira Justiça e Paz Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara


https://crbnacional.org.br/nota-conjunta-vacinar-se-e-um-gesto-de-amor/

Nenhum comentário:

Postar um comentário