domingo, 21 de fevereiro de 2021

MISEREOR LANÇA CAMPANHA QUARESMAL DOS CATÓLICOS ALEMÃES EM FAVOR DA BOLÍVIA

Joaquim Nunes, em Offenbach (Alemanha) | 22 Fev 21

Uma celebração da eucaristia numa comunidade indígena na Bolívia agradecendo os frutos da natureza que tornam possível uma boa vida. Foto © Patricio Crooker Baichuje-Reyes/Misereor.
Começou neste domingo, 21 de fevereiro, em Hildesheim (diocese a que pertence a cidade de Hannover, no centro da Alemanha) a campanha quaresmal da Misereor. Na missa a que presidiu o bispo local, Heiner Wilmer, foi apresentado o tema da campanha: “É possível! De outra maneira!”. Este tema sugestivo foi desenvolvido de modo muito claro e preciso pelo bispo Wilmer, na sua homilia: “Um outro mundo é possível! Depende de nós dar-lhe forma e rosto. Depende de nós treinarmo-nos para um outro estilo de vida, mais justo, mais sustentável, que deixe aos nossos filhos e netos ar para respirar.”

O director da Misereor, Pirmin Spiegel,  acentuava, no decorrer da mesma celebração, a relevância desta perspectiva de mudança em tempos de pandemia: “A pandemia do coronavírus interrompe a nossa vida, e faz-nos dar conta da vunerabilidade própria e da fragilidade dos outros. A crise exige de nós respostas a perguntas de amanhã.”
Todos os anos a Misereor coloca um país ou uma região do mundo no centro da sua campanha. Este ano, a Misereor foca-se num país em crise: a Bolívia, com todos os seus problemas sociais e políticos. A Igreja boliviana lançou a campanha “Uma vida boa para todos!”, que a Misereor se propõe apoiar.
Como organização, a Misereor não precisa de apresentação: é a maior das instituições de solidariedade da Igreja alemã, canalizando anualmente muitos milhões de euros para inúmeros projectos e iniciativas em todo o hemisfério sul. Em 2019, a agência movimentou 232 milhões de euros e há actualmente 2.900 projectos e iniciativas em todo o mundo a receber o seu apoio.
É à Misereor que a Igreja alemã confia desde há 62 anos (desde 1959) a animação da partilha e da solidariedade quaresmal a todos os níveis da Igreja deste país: dos grupos paroquiais aos movimentos, das pequenas comunidades à própria Conferência Episcopal. Em condições normais, as campanhas da Misereor são feitas de encontros e celebrações, de festas e actividades de rua… mas em tempos de pandemia, tudo é diferente. Por isso, a Misereor fez saber que continua a contar com o sentido de solidariedade dos cristãos alemães, agora mais que nunca.

 Fonte: religiondigital


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário