quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

RETROSPECTIVA 2020: A INTEGRAÇÃO AO DIGITAL DA COMISSÃO EPISCOPAL PARA A CULTURA E EDUCAÇÃO DA CNBB


A pandemia do novo coronavírus impôs mudanças radicais nas atividades pastorais da Igreja no Brasil. Com a Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no ano de 2020 não foi diferente.

Diversas iniciativas foram promovidas para que o trabalho da comissão continuasse mesmo que virtualmente. Nesse sentido, a Comissão para a Cultura e Educação da CNBB promoveu diversas atividades on-line. O ciclo de webinars, Seminários em Rede, aconteceram dentro das “Lives de Quarta”, no canal da comissão no YouTube.

Ao longo de 2020, a plataforma zoom passou a ser o ponto de encontro do arcebispo de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão, dom João Justino de Medeiros, dos bispos referenciais e dos assessores dos setores Ensino Religioso; Setor Cultura; Setor Bens Culturais; Setor Universidades e Setor Educação que compões a Comissão.

O esperado XX Encontro Nacional da Pastoral da Educação que aconteceu nos dias 11 e 12 de setembro de 2020 foi um dos eventos que precisaram ser totalmente readequado para o virtual. No evento foi debatido o desafio da educação pública no Brasil diante das aulas online, uma realidade que começou a ser debatida desde a suspensão das aulas presenciais em abril de 2020. Além disso, todas as discussões em torno do “Pacto Educativo Global”, também tiveram de ser por meio de lives.

Neste período, dia 8 de julho, ainda teve live e comemoração do Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador, promovida pela Sociedade Brasileira de Cientistas Católicos (SBCC), da qual o Setor Universidades da Comissão faz parte.

Foram cerca de 30 lives durante o período de trabalho da comissão durante a da pandemia que foi encerrado com o webinar e musical com a temática “Propostas Culturais e Educacionais – retrospectiva 2020”.
Participam dessa live os assessores dos Setores Ensino Religioso, padre Eduardo Rocha; Universidades e Bens Culturais, padre Danilo Pinto; Cultura e Bens Culturais, padre Luciano Roberto e Educação, padre Júlio César. Além do arcebispo de Montes Claros (MG) e presidente da comissão, dom João Justino de Medeiros. A live contou ainda com a participação do cantor de MPB Luiz Celestino e banda, que foi do time Ivete no The Voice Brasil 2019.

Na ocasião, o presidente da comissão, dom João Justino de Medeiros fez um balanço de 2020 e indicou o caminho que será percorrido em 2021, que segundo ele, será um ano ainda marcado pelos desafios da pandemia.

Diante dessa realidade, a comissão decidiu que para 2021 vai trabalhar com o tema “A Pastoral nos ambientes de cultura e saber nos tempos de pandemia” e dom João pontuou a direção que cada um dos setores vai seguir:
O Setor Cultura – trabalhará o tema dos “diálogos das culturas e a fraternidade universal” inspirado sobretudo, na grande provocação feita pelo Papa Francisco na sua última Encíclica Fratelli Tutti, sobre a fraternidade e a amizade social.
O Setor Bens Culturais – continuará o diálogo intergovernamental em âmbito nacional e local, um diálogo bonito e frutuoso certamente com as instituições do governo que cuidam dos bens patrimoniais.
O Setor Universidades – aprofundará a pandemia e novos ensinos (EAD, ensino híbrido, ensino remoto) envolvendo, como sempre tentamos fazer, os estudantes professores e toda a comunidade acadêmica. O Setor Educação trabalhará na perspectiva da elaboração de “itinerários formativos para os educadores”.
O Setor de Ensino Religioso – concluirá o estudo sobre a confessionalidade propondo então que ele seja conhecido nos diferentes regionais da CNBB. Uma recepção estudo provocando também uma organização ou reorganização do setor ensino religioso nos regionais, nas províncias eclesiásticas e nas dioceses.
Foto: CNBB

“Nós estamos, não obstante os desafios que às vezes parecem ser muito grandes em tempos de pandemia, com muitas esperanças pois ganhamos muitos parceiros ao longo deste ano de 2020 e portas se abriram. O sentido, talvez provocado pela própria pandemia, de que não devemos deixar ninguém para trás, criou um senso um sentido bastante forte da inclusão de outros parceiros neste caminho e de ir atrás daqueles que talvez estavam deixados de lado”, destacou o arcebispo.

Dom João Justino destacou ainda que “a pandemia de fato é também a oportunidade para novas passagens e para nossa comissão isso está acontecendo. Passagem que é possível, na comissão de cultura e educação, por meio do apoio de tantos que se somaram a nós. Que 2021 seja um tempo e vencer o novo Coronavírus, mas de sair mais amadurecidos desta experiência”, ressaltou.

É importante ressaltar que todas as edições dos webinars estão disponíveis para serem vistas e revistas aqui no canal do Youtube da Comissão para Cultura e Educação da CNBB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário