sexta-feira, 5 de março de 2021

PROJETO EM PAVÃO (MG) OFERECE A 250 CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS APRENDIZADO EM AGROECOLOGIA, INFORMÁTICA E ARTES




De 1º de julho a 12 de dezembro de 2019, o Centro Educacional da Infância e da Adolescência João Batista Bechi, no município de Pavão (MG), na diocese de Teófilo Otoni, desenvolveu com apoio de recursos do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) da Campanha da Fraternidade do mesmo ano, um projeto de inclusão de jovens e famílias por meio da arte, agroecologia e informática.

O objetivo da ação foi despertar os jovens e suas famílias a participarem das políticas públicas através da inclusão digital e da continuidade das atividades produtivas de geração de renda com produção e beneficiamento de alimentos e produção de artesanato com respeito à natureza.

O projeto atendeu a um total de 420 pessoas, sendo 170 adultos (mulheres e homens), 170 crianças e adolescentes e 80 jovens. Segundo a responsável, Maria Emília Gonçalves Cardozo, o público beneficiado foi de adolescentes e jovens que sentem-se desprotegidos diante da realidade de exclusão e marginalização em que vivem com suas famílias.

“Com as atividades de geração de renda estamos dando ao nosso público a oportunidade de sonhar, amadurecer e desenvolver a capacidade de trabalhar em equipe, trocando experiências. Isto tem contribuído para o amadurecimento e inserção social e o crescimento com responsabilidade”, avalia a coordenadora.

O apoio do FNS permitiu realizar pequena reforma dos banheiros da parte externa da instituição e da quadra possibilitando adequação do espaço à prática de esportes, lazer e cultura e reuniões. A quadra também está sendo usada, após a reforma, como espaço de reunião com a comunidade e apoio à comercialização dos artesanatos e agroindústria caseira aos finais de semana.

O projeto permitiu ainda reforma do pequeno curral, dos equipamentos para área de agricultura e produção de alimentos orgânicos e a aquisição de equipamentos complementares à oficina de informática. Para realizar as ações previstas, o projeto utiliza a estrutura da instituição.

Também foi contratado o serviço de um micro trator para a ampliação da área de prática agrícola; aquisição de materiais de armarinho para o artesanato, toalhas de banho para bordar e equipamentos plásticos para armazenamento dos materiais; e aquisição do computador completo para auxiliar na sistematização das ações.
O projeto também contratou serviço de transporte de adubo orgânico e a confecção de 8 portas galvanizadas para o banheiro, que foram entregues e instaladas. A pequena reforma do banheiro, permite, aos participantes, assegurar uma melhor higienização após a execução de todas as atividades com material reciclável e contato com a natureza. Também foram adquiridos tecidos para os trabalhos de bordados, artesanato e chitão para complemento dos trabalhos recicláveis.

A responsável do projeto informou que ao final das ações de produção, ocorreu a partilha entre os envolvidos. “Conseguimos estabelecer um calendário de eventos com as famílias que muito contribuíram com o crescimento de nosso fortalecimento de vínculos. Nossa experiência têm mostrado que a solução do combate à miséria é a partilha solidária, perseverança, autodoação, criatividade, organicidade e estabelecimento de parcerias. Tudo isso embasado nos princípios da Economia Solidária e auto-gestão”, disse.
Fundo Nacional de Solidariedade (FNS)
A Campanha da Fraternidade tem como gesto concreto a Coleta Nacional da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos nas comunidades de todo o Brasil. Os recursos são destinados aos Fundos Diocesanos e Nacional da Solidariedade, que apoiam projetos sociais relacionados à temática da campanha de cada ano.

Em 2019, o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) distribuiu a quantia de R$3.814.139,81, atendendo a mais de 238 projetos. Em 2020, por causa da pandemia, não ocorreu arrecadação. Conheça alguns projetos apoiados pelo FNS. O portal da CNBB está divulgando, desde o dia 10 de fevereiro de 2021, uma série de matérias sobre cada um dos projetos apoiados em 2019.

Desde 2018, o FNS disponibiliza um site onde é possível acompanhar e saber como anda a evolução da prestação de contas de cada projeto, por meio do Portal da Transparência que pode ser acessado pelo endereço: www.fns.cnbb.org.br. Nele, há uma relação completa dos projetos aprovados. A CNBB também presta contas ao Ministérios da Cidadania e Justiça do Governo Federal, ao Ministério Público e ao Conselho de Assistência Social (CAS). 

CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário