quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

O MENINO QUE ABRAÇOU O PAPA FRANCISCO NA JMJ NO RIO QUER SE TORNAR PADRE

Nathan tinha 13 anos quando tiraram a foto que abalou o mundo
Nathan e Francisco 2013

Nathan está de volta ao noticiário graças a um post no Facebook, quase uma década depois que a imagem foi capturada

A imagem de 2013 captura o momento em que Nathan de Brito - um menino de 9 anos na época - se joga nos braços do Papa Francisco chorando de felicidade

"Santidade, quero ser sacerdote de Cristo, representante de Cristo", disse o então menino a Francisco

No dia 3 de janeiro, Monsenhor Lopes Dias, Bispo da Diocese de Lorena, em São Paulo (Brasil), compartilhou em suas redes sociais duas fotografias: uma de 2013 e uma atual, como postulante da Ordem dos Frades Menores

11.01.2022

( De fé ) .- No dia 3 de janeiro, Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, Bispo da Diocese de Lorena, em São Paulo (Brasil), compartilhou em suas redes sociais duas fotografias: uma que emocionou o mundo inteiro em 2013 , tirada durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que aconteceu no Rio de Janeiro. E a outra é uma imagem atual diretamente relacionada à primeira.

A imagem de 2013 captura o momento em que Nathan de Brito - um menino de 9 anos na época - se joga nos braços do Papa Francisco chorando de felicidade, e no qual o Santo Padre também pode ser visto comovido às lágrimas.

Enquanto as lentes de um fotógrafo captavam aquele abraço, o pequeno Nathan dirigiu algumas palavras ao Papa Francisco: “Santidade, quero ser um sacerdote de Cristo, um representante de Cristo”. E a resposta do Papa não tardaria a chegar: “Vou rezar por vocês, mas peço que rezem por mim. A partir de hoje sua vocação se concretizou”.

Nathan, firme no caminho da fé

A imagem atual mostra Nathan de Brito - todo jovem agora - em trajes religiosos e na companhia de Monsenhor Dom Joaquim, desde que visita a Diocese de Lorena, onde mora há alguns anos.

No texto que acompanha as duas imagens, Monsenhor Dom Joaquim pergunta: "Você se lembra do Nathan?" E depois refere que aquela criança que em 2013 foi abraçada pelo Papa Francisco, é atualmente postulante da Ordem dos Frades Menores em Rondonópolis (Brasil)

Em 2018, Nathan revelou ao blog Ancoradouro o desejo de continuar a sua vocação ao sacerdócio, e contou que o momento especial que marcou a sua história vocacional foi a sua primeira Eucaristia. “A partir daquele dia”, disse ele, “eu mesmo, indigno como sou, tornei-me tabernáculo vivo de Jesus Eucarístico. Outro momento muito forte para mim foi o encontro inesperado com o Papa Francisco na JMJ Rio 2013”.

As marcas daquele abraço em 2013

Ressalte-se que aquele abraço não só marcou a Jornada Mundial da Juventude 2013, mas também marcou uma campanha vocacional lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que pegou o próprio Nathan de surpresa.
“Percebi que essa campanha existia até que meu bispo diocesano, em uma missa em que eu servia como acólito, me disse que me tinha visto no cartaz temático da campanha”. 


Religion Digital 

Nenhum comentário:

Postar um comentário