terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

SALESIANOS AGRADECEM AO PAPA POR PALAVRAS SOBRE DOM BOSCO


Canonização de Dom Bosco ( cedute a noi da Misiones Salesianas)

O Papa Francisco afirmou no Angelus do domingo, que Dom Bosco “não se fechou na sacristia”. O Santo da Congregação Salesiana é celebrado nesta segunda-feira (31/01) e o padre brasileiro Renato dos Santos exprime gratidão ao Papa pela lembrança da festa litúrgica do ‘pai e mestre da juventude’.

Filipe Brogliatto - Cidade do Vaticano

Na oração mariana do Angelus deste domingo (30/01), o Papa Francisco lembrou a memória litúrgica de Dom Bosco, celebrada nesta segunda-feira (31/01). Além disso, o Santo Padre enviou uma saudação especial aos salesianos e salesianas, que, em suas palavras, “fazem tanto bem na Igreja”.

Na véspera da festa de São João Bosco, gostaria de saudar os salesianos e as salesianas, que tanto bem fazem na Igreja. Acompanhei a Missa celebrada no Santuário de Maria Auxiliadora [em Turim] pelo Reitor-Mor Ángel Fernández Artime, rezei com ele por todos. Pensemos neste grande Santo, pai e mestre da juventude. Não se fechou na sacristia, não se fechou nas suas coisas. Saiu pela rua em busca dos jovens, com aquela criatividade que o caracterizou. Felicidades a todos os salesianos e salesianos!

O padre salesiano brasileiro Renato dos Santos, conversou com a redação do Vatican News-Rádio Vaticano exprimindo sincera gratidão pela mensagem do Papa à respeito de Dom Bosco e a demonstração de afeto para com a Congregação Salesiana. Padre Renato disse: “Muito obrigado Papa Francisco por essa alusão maravilhosa que o Senhor fez à respeito de Dom Bosco. Ficamos muito felizes”.

O religioso afirmou também que “é exatamente como o Santo Padre disse: Dom Bosco não foi um homem de sacristia. Dom Bosco quebrou os paradigmas do seu tempo, indo à procura do jovem marginalizado”. Padre Renato acrescentou ainda que o conceito de “Igreja em saída”, muito presente e discutido na atualidade, não era apenas um conceito para Dom Bosco, mas uma atitude cotidiana dele.

“Quando Dom Bosco pensava em juventude, ele naturalmente pensava na salvação do jovem. Mas salvação para Dom Bosco não era só no contexto religioso, da salvação eterna – era também isso, acrescentou padre Renato –, mas sobretudo, para Dom Bosco, salvação contemplava também promoção humana”, afirmou o salesiano.

Para padre Renato, Dom Bosco era um homem interessado em múltiplos âmbitos da sociedade: cultural, político, religioso e educacional e as suas interferências na vida da juventude. “O sistema de Dom Bosco, chamado sistema preventivo, era para justamente ajudar o jovem a não cair no fosso da autodestruição. Dom Bosco propunha a eles um projeto de vida que os ajudava a ter grandes sonhos”, completou padre Renato.

“O Santo Padre resumiu muito bem aquilo que foi a vida de Dom Bosco”, disse padre Renato. O religioso afirmou ainda que Dom Bosco foi “um homem em saída, quebrando as normas, quebrando os paradigmas do tempo, para proporcionar à juventude, um projeto de salvação que contemplava também o religioso, mas também a dimensão social”, disse ele. 

Vatican News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário