sexta-feira, 4 de março de 2022

SACERDOTE MORTO A TIROS EM HONDURAS


Padre José Enrique Vásquez, vítima da violência em Honduras

O corpo do padre Enrique, crivado de balas e sem documentos, foi encontrado na noite da última quarta-feira em seu carro, em uma área secundária de Santa Cruz de Yojoa, onde tinha ido visitar seus pais, o que não chegou a acontecer. O bispo da Diocese de San Pedro Sula fez o reconhecimento no Instituto Médico Legal.

“O padre Enrique Vasquez foi assassinado, seu corpo foi encontrado ao norte de San Pedro. Mais uma vez o sangue dos mártires banha nossa terra ”. Com essas palavras em uma mensagem em vídeo, Dom Ángel Garachana Pérez, bispo de San Pedro Sula, comunica a morte do sacerdote de sua diocese.

De acordo com as notícias recolhidas pela Agência Fides, o corpo do padre Enrique foi encontrado na noite de quarta-feira, 2 de março, em seu carro, em uma área secundária de Santa Cruz de Yojoa, onde tinha ido visitar seus pais, o que não chegou a acontecer.

Não tendo nenhum documento, o corpo do sacerdote foi transportado para o Instituto Médico Legal. No dia seguinte, a diocese comunicou seu desaparecimento, sem saber da descoberta do corpo. O bispo foi identificá-lo e informou que o padre Enrique havia sido baleado em várias partes do corpo.

“A dor me toca muito de perto, porque se trata de um sacerdote da Diocese de San Pedro Sula, que ordenei e acompanhei”, disse o bispo na mensagem em vídeo, expressando suas condolências, carinho e orações à sua família e sua comunidade. "Peço às nossas autoridades que a segurança dos cidadãos seja uma das prioridades do atual governo", reiterou Dom Ángel Garachana Pérez, que também lançou um apelo às famílias, às escolas, à própria Igreja, para educar os jovens no respeito à cultura pela vida e pela paz, "para que o sonho de uma Honduras melhor se torne realidade".

Padre Enrique Vasquez, conhecido carinhosamente como “Quique”, nasceu em 1974. Ele era originário de Agua Azul Sierra de Santa Cruz de Yojoa. Foi ordenado sacerdote há 16 anos e atualmente era pároco de San José, no bairro Medina de San Pedro Sula. Ele é lembrado por seus companheiros de seminário e por seus fiéis por sua bondade e amizade. Em sua diocese ocupou também o cargo de diretor diocesano das Pontifícias Obras Missionárias (POM), que se unem à oração de sufrágio por sua alma, invocando a consolação de Deus e a paz para sua família e para a Igreja hondurenha.

*Com Agência Fides

Nenhum comentário:

Postar um comentário