quarta-feira, 6 de abril de 2022

BARTOLOMEU I: NÃO É UMA GUERRA SANTA, MAA MALIGNA


Um parente de uma vítima de bombardeio chora em um cemitério em Mariupol, uma cidade ao longo da costa do Mar de Azov, Ucrânia. REUTERS/Maksim Levin

Esta "não é uma guerra santa e abençoada, como alguns afirmam. É uma guerra maligna, uma guerra profana. Temos que rezar para que acabe o mais breve possível", afirmou o Patriarca Ecumênico de Constantinopla Bartolomeu numa celebração que decorreu no domingo, segundo informou o portal Orthodox Times.

Vatican News

Na tarde de domingo, 3 de abril de 2022, o Patriarca Ecumênico Bartolomeu presidiu as Vésperas Solenes do V Domingo da Quaresma na Igreja da Santíssima Trindade em Stavrodromi.

Ao dar as boas-vindas aos bispos e fiéis católicos romanos, referiu-se, nomeadamente, à sua recente visita oficial à Polônia a convite do presidente Andrzej Duda, onde se encontrou com refugiados da Ucrânia que para lá fugiram após a invasão russa à sua pátria.

O Patriarca Ecumênico elogiou as autoridades e o povo da Polônia por sua calorosa acolhida, hospitalidade e amor cristão aos refugiados e reiterou: “Esta guerra, como eu disse na Polônia, não é uma guerra santa e abençoada, como alguns afirmam. É uma guerra maligna, uma guerra profana. Temos que rezar para que acabe o mais breve possível. Rezemos pela paz. Organizamos [na Polônia] uma oração pela paz no Templo Católico da Universidade Stefan Wyszyński. Devemos rezar constantemente pela restauração da paz na Ucrânia e em todo o mundo”.

Imediatamente depois, um discurso detalhado do Grande Eclesiarchos Aetios, diretor do Escritório Patriarcal Privado, ocorreu em inglês, intitulado “Sinodalidade: princípio comum da tradição canônica oriental e ocidental e sua implementação na Igreja Ortodoxa hoje”.

Antes do Culto das Vésperas, o Patriarca inaugurou o relógio que foi colocado no pátio da Igreja circundante, por iniciativa da Comissão do Eforato da Grande Comunidade de Stavrodromi, que quis dedicá-lo a ele, homenageando com esta obra o aniversário de 30 anos do ministério Patriarcal do Patriarca Ecumênico. 

Vatican News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário