sexta-feira, 28 de outubro de 2022

AI DE VÓS, PASTORES E PASTORAS HIPÓCRITAS

Discursos falsos deturpam a mensagem cristã ( Pixabay)

Há diversos pastores e pastoras hipócritas em nosso país
Fabrício Veliq*
É bastante conhecido o texto de Mateus 23, no qual Jesus lança diversos ais contra os fariseus hipócritas de seu tempo. Porém, acredito que se Jesus vivesse em carne entre nós, principalmente no Brasil, tais palavras não seriam tão diferentes assim. Na verdade, penso que seus ais seriam:
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que com seus discursos falsos deturpam a mensagem cristã.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que chamam de mito aquele que destrói e persegue o povo pobre; que incentiva a violência e o uso de armas, gerando morte e abusos contra as pessoas vulneráveis. Ao fazerem isso, afastam-se ainda mais do Reino de Deus, sendo, portanto, grandes portas do inferno contra os que desejam seguir a mensagem do Evangelho.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que lançam suas mentiras descaradas nas redes sociais, no intuito de passar uma imagem de que são perseguidos. Na verdade, são vocês que perseguem as religiões de matrizes africanas e as pessoas que lutam pela paz e pela justiça nesse país.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que ao invés de se colocarem ao lado do pobre e do necessitado, escolhem o caminho do lucro, ampliando a pobreza de suas membresias e enriquecendo o cofre de seus templos.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que vendem a graça de Deus, condicionando-as a certa pauta moral, que nada tem a ver com a mensagem do Evangelho anunciado, transformando a fé cristã em um balcão de negócios. Pensam que Deus deve ser agradado para abençoar e, dessa forma, em nada o diferenciam dos deuses antigos, que cobravam o culto e as ofertas para não infringir castigo sobre os seres humanos.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que mentem constantemente para causar medo sobre as pessoas, afirmando as mesmas mentiras que são contadas há mais de um século. Ao fazerem isso, demonstram que o que desejam é a manutenção do status quo, em que o pobre e o necessitado sejam humilhados e tenham seus direitos negados.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que votam e apoiam projetos de leis que ferem as populações vulneráveis, como indígenas, quilombolas, homossexuais e transsexuais. Ao fazerem isso, negam-lhes os direitos constitucionais e os submetem a serem vítimas de tratamentos desumanos e da violência que lhes gera morte.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que usam o texto bíblico de maneira leviana, tratando-o em sua literalidade somente quando lhes convém. Ao retirarem os textos de seus contextos, usam-no como pretexto para afirmarem qualquer coisa. Ao fazerem isso, usam um texto que deveria dar testemunho da vida de Deus para a humanidade e o transformam em meio para condenar, matar e destruir. Transformam-se, portanto, em instrumentos de Satanás na sociedade em que estão.
- Ai de vós, pastores e pastoras hipócritas, que insistem em cobrar o dízimo e a oferta de seus fiéis, chegando a até mesmo ameaçá-los para que o dinheiro entre na conta da igreja. Ao fazerem suas campanhas que condicionam a benção de Deus ao valor pago em determinado produto, transformam-se em ladrões e estelionatários da fé. A prisão, em um Estado Democrático de Direito, deveria ser o destino de vocês.
DomTotal
*Fabrício Veliq é protestante e teólogo. Doutor em Teologia pela Faculdade Jesuíta de Belo Horizonte (FAJE), Doctor of Theology pela Katholieke Universiteit Leuven (KU Leuven), Bacharel em Filosofia e Licenciado em Matemática (UFMG). É coautor do livro: Teologia no século 21: novos contextos e fronteiras. Editora Saber Criativo. E-mail: fveliq@gmail.com. Site: www.fabricioveliq.com.br.

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário